Autor Tópico: Exrtractos de uma carta - Maio 1982  (Lida 2349 vezes)

Offline maria

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 182
  • Karma: +2/-0
Exrtractos de uma carta - Maio 1982
« em: Maio 09, 2008, 02:02:59 am »
Olá a todos!

Hoje vou partilhar convosco o extracto de uma carta. Não sei se era dirigida a alguém em especial, ou se pretendia apenas passar a mensagem a quem lesse. Como fala de Amor.....gosto do tema  ;)http://

....Quando um acriança nasce, ela nasce completa, totalmente equipada com a capacidade de amar e ser amada. Cada criança nasce cheia de amor e sabe perfeitamente o que ele é. Não é necessário dizer-lhe o que é o AMOR. Mas o problema surge porque a mãe e o pai não sabem o que é o Amor. Nenhuma criança recebe dos pais o que merece! Não existem tais pais na Terra! E quando essa criança se torna pai já perdeu totalmente a capacidade de AMOR.

  Toda a criança nasce com tanto Amor quanto se pode ter; mais do que se pode ter. Nasce com um amor transbordante: Uma criança ao nascer é AMOR! Ela é feita de Amor. Mas os pais não lhe podem dar Amor, pois têm os seus próprios "backgrounds": eles próprios não amam. Os pais só conseguem fingir. Não podem falar de AMOR. Eles podem dizer:"Eu amo o meu filho!" - Mas o que têm por ele é apego! E tudo o que fazem é muito pouco amoroso: Os pais castram a criança! Não a respeitam. Se está quieta e sossegada, não atrapalhando a vida dos pais-é uma criança boa! Se não grita, se imita os adultos limitados -ela é boa!

Não há nenhum respeito e não há Amor! os pais não sabem o que é o Amor. A mulher não AMA o marido.O marido não AMA a mulher. O AMOR não existe entre eles. Existe apenas apego, domínio, posse, ciume, todos os tipos de veneno que destroem o AMOR. Assim como um certo  tipo de veneno pode destruir a nossa vista, o veneno do ciume, da posse etc., destroem o AMOR.

O Amor é uma flor muito frágil. Precisa de ser protegida, precisa ser fortalecida, pre3cisa ser regada - só então se pode tornar forte. O amor da criança é muito frágil, o seu corpo é frágil.Se uma criança for abandonada será impossível sobreviver sozinha: Por certo morrerá!

É isso que acontece com quase todos os casais. O seu Amor é abandonado a si próprio.

Os pais não podem Amar, não sabem Amar. Nunca deixaram o Amor fluir, nem se abandonaram nesse fluir. E com os pais dos pais passou-se o mesmo! Eles também são vitimas. e os pais deles também. E assim sucessivamente...

A criança tem que se tornar digna para que o amor dos pais seja possível para ela. E, assim, ela começa a fazer-se valer e começa a tornar-se falsa. perde o seu valor intrínseco. Vai perdendo aos poucos o respeito por si mesma. Então começa a sentir que não vale nada, começa a sentir-se culpada. Chega por vezes a pensar que não é filha dos seus pais. Porque não sente Amor à sua volta. Muitas vezes a criança vê   raiva nos olhos dos pais - e às vezes por coisas bem pequenas e mesquinhas, às quais ela não dá as devidas proporções.E a criança não consegue acreditar! É tão injusto e parcial! Mas a criança tem que se render tem que se dobrar,tem que aceitar por necessidade. Aos poucos a sua capacidade de Amar é morta! e em todas as gerações repete-se a mesma coisa!

O valor humano é espiritual! Não material! E quantas vezes, por dinheiro, a criança vê os pais a discutir, a agredirem-se mutuamente. E os valores da criança vão-se modificando.O AMOR dá lugar ao dinheiro na mente da criança, e quando for adulta, quando for pai ou mãe,essa criança,totalmente deformada pelo desamor e pelo interesse financeiro dos pais, fará exactamente a mesma coisa com os seus próprios filhos.

A vida só cresce no AMOR! O AMOR necessita de um ambiente de AMOR-isto é que é fundamental!Somente num ambiente de Amor é que o Amor cresce. Ele necessita que ao seu redor exista a mesma vibração. Se a mãe é amorosa, se o pai é amoroso - não apenas com a criança - se ambos são amorosos um com o outro, se o lar tem uma atmosfera amorosa, onde o amor flui, a criança começa a funcionar como um ser amoroso.

Mas isso não acontece! Infelizmente não aconteceu até agora com a maioria das pessoas.

E nós aprendemos as maneiras dos nossos pais: os seus resmungos e conflitos. Muitas vezes a mãe da criança está a repetir a sua própria mãe, até no comportamento como mulher. E o pai repete o comportamento do seu próprio pai, que ele tantas vezes criticou, cometendo os mesmos absurdos. As pessoas vão-se repetindo: as pessoas são imitadoras.

Temos que abandonar essa imitação dos pais. Só então poderemos saber o que é o Amor caso contrário continuará corrompido.Portanto:

O 1º passo: Libertem-se dos vossos pais! Não fisicamente, claro!
                 Mas libertem-se - isto não significa desrespeitá-los, Não! Nunca ninguém poderia aconselhar
                  uma coisa destas.
libertem-se sim, da voz interior dos vossos pais. Daquilo, daquele programa interior que vos meteram na vossa mente, das gravações que eles vos fizeram! Encarem-nas! Eles não tiveram culpa.Mas encarem o facto: e pela
1º vez sentirão compaixão por eles; de contrário continuarão cheios de ressentimentos: Todos nós temos ressentimentos pelos pais, porque eles nos fizeram mal,embora sem o saberem.
Eles quiseram o melhor para nós. Quiseram fazer tudo pelo nosso bem estar. O que é que eles podiam fazer? Só pelo querer as coisas não se realizam. Eles foram bem intencionados. Não há duvida sobre isso. Eles próprios foram ou são infelizes, por não terem AMOR nas suas vidas. Todos os pais querem que os filhos tenham as maiores alegrias da vida , mas eles ,coitados, também não conheceram muitas alegrias. São robotse, inconscientemente, criam uma atmosfera na qual, mais tarde ou mais cedo , a criança torna-se também um robot.

Façam da vossa vida algo de novo que os vossos pais não fizeram!

O 2º passo:
As pessoas acham que só podem amar quando encontrarem alguém que seja digno disso. Que absurdo! Nunca irão encontrar!
As pessoas acham que que só amarão quando encontrarem o homem ou a mulher perfeitos. Isso é um absurdo. Jamais encontrarão, porque não existe, e se existisse, não se iria importar com vocês, nem com o vosso amor.Não se interessaria por vocês porque estamos todos no mesmo barco - nas mesmas condições. Quando 2 seres são perfeitos, as suas necessidades de AMOR são diferentes das vossas. Tem uma qualidade, um nível totalmente diferente.

Vocês não compreendem nem o amor que vos é acessível, portanto como iriam entender o AMOR dum Buda ou dum Cristo? Primeiro. Terão que compreender o vosso tipo de amor: o Amor é um fenómeno universal - e nem isso vos aconteceu ainda. Primeiro: o Natural. Depois: o Transcendental!

Portanto, nunca saiam em busca do homem ou da mulher perfeitos!
Isto também foi colocado nas vossas mentes:" a menos que tu encontres a mulher (ou o homem) perfeita/o, jamais serás feliz!" Por isso vocês procuram a perfeição; e, não a encontrando, são infelizes!

O Amor para crescer e fluir não precisa de nenhuma perfeição. O Amor não tem nada a ver com a outra pessoa. Uma pessoa amorosa AMA simplesmente; AMA tão naturalmente como se respira, se bebe, se come, se dorme. Exactamente do mesmo modo natural: uma pessoa VIVA REALMENTE, é uma pessoa amorosa -AMA!
Porque nós não dizemos:" A menos que o ar seja puro, despoluído, não vou respirar!" Não! Nós respiramos em toda a parte, nas cidades com maior ou menor poluição. Não somos capazes de suspender a respiração muito tempo, apenas porque o ar está poluído.

Então como podemos viver sem AMOR? É uma auto-destruição.
Uma pessoa VIVA, AMA naturalmente. O AMOR é uma fusão natural.

Portanto: Não procurem a perfeição! Caso contrário não encontrarão nenhum Amor fluindo.Em vez de amarem,tornar-se-ão pessoas frustradas, sem amor, amargas. as pessoas que exigem perfeição são pessoas amargas neuróticas,revoltadas e sem afecto, e mesmo quando encontram alguém a quem amar, exigem perfeição - e assim o Amor é destruído,por causa dessa exigência impossível de ser preenchida.

Sempre que um homem ama uma mulher e uma mulher ama um homem, começam logo as exigências. A mulher exige que o marido seja perfeito, e vice versa. Como se cada um deles tivesse cometido um pecado e, agora, tivesse que ser perfeito, tivesse que abandonar todas as suas limitações,  depois a partir daí, cada um deles não pode continuar a ser natural. Ou se tornam super-mulheres (ou super-homens), ou se tornam falsos! Como naturalmente, é muito dificil ser "Super", as pessoas tornam-se falsas. Começam a fingir, a representar e a fazer jogos. Por causa do Amor. E em nome do Amor as pessoas fingem, fazem jogos, castram-se, destroem -se, desrespeitam-se mutuamente. Fazem o mesmo com os seus filhos!

Nunca exigir nada é o segredo! Se uma pessoa ama outra - o que é amado deve sentir gratidão, mas não deve exigir nada, porque a outra pessoa não tem obrigação de amar! Se alguém AMA alguém, isso é um milagre.Se alguém vos AMA, sintam-se maravilhados por esse milagre!

Mas as pessoas não se maravilham por coisas pequenas e mesquinhas destroem todas as possibilidades de amor, porque não estão interessadas no Amor, porque não o conhecem. Estão mais interessadas no que lhes foi ensinado: dinheiro, poder, sexo,etc.,coisas que alimentam o Ego!

Interessem-se, cada um de vós, pela alegria do outro. Tudo o resto não é essencial. Não esperem nada! Se nada acontecer, é porque não tem que acontecer, não é necessário que aconteça! Podem esperar!

As pessoas tomam tudo como certo - se a mulher prepara a comida, o marido nunca agradece. Se o marido ganha dinheiro, a mulher nunca agradece. E assim por diante. Não é necessário, por vezes, verbalizar essa gratidão. Mas ela deve estar nos nossos olhos. Nenhum dos companheiros do casal tem obrigação de nada. Não existe nada que seja garantido.

O Amor precisa duma atmosfera de gratidão, de não exigência, de não expectativa de perfeição.

O 3º Passo é:  Em vez de pensarem em como conseguir obter Amor, pensem em DAR! Se derem amor ao vosso                                                      companheiro/a, também receberão! Não pode ser de outro modo.
Mas as pessoas interessam-se mais em obter do que dar, e tudo na vida se torna, assim, num negócio, em que  cada um tenta obter o máximo para si mesmo. As pessoas dão com relutância; mas exigem receber.
É uma negociação dupla. Assim se deterioram as relações entre o casal, o marido vai então procurar outra mulher ( "a Perfeita").
E muitas vezes a mulher fará o mesmo. Porque não hà Amor em nenhum deles.

E os filhos farão o mesmo, porque são marcados pelos pais.                                                       

Um abraço
maria
« Última modificação: Dezembro 01, 2008, 16:59:11 pm por Universo »